Buscar
  • ForBeer

Cerveja Blumenau Bock Feldmann chega ao mercado


Lançamento homenageia marca que surgiu em 1898 na cidade e foi a primeira a produzir o estilo no país

Um rótulo histórico foi lançado pela Cerveja Blumenau no primeiro dia de setembro. A marca, que tem o nome da capital brasileira da bebida, conecta a história com o atual momento da região neste mercado com a Cerveja Blumenau Bock Feldmann. A identidade visual e o conceito da cerveja homenageiam a mais longeva fábrica que funcionou na cidade: a Cervejaria Feldmann. O líquido, no entanto, relata a evolução do mercado cervejeiro, já que maltes e lúpulos foram produzidos no Vale Europeu.


O estilo não foi escolhido por acaso. De acordo com os registros, a Feldmann lançou a primeira Bock produzida no Brasil, no início do século 20. A cervejaria funcionou por cerca de 60 anos: foi aberta em 1898 e a última produção aconteceu em 1954. O local que abrigou a fábrica é hoje um memorial, localizado no bairro da Vila Itoupava.


Para criar a Cerveja Blumenau Bock Feldmann, a equipe da marca não só foi autorizada como também resgatou memórias da cervejaria com os integrantes da família – entre eles Dona Ella Feldmann, aos 96 anos.


Valmir Zanetti, diretor executivo da Cerveja Blumenau, destaca que este projeto está alinhado com a busca constante da marca de valorizar a tradição da bebida na região, trazer credibilidade para o atual momento e contribuir na construção do futuro deste mercado:


“Esta não é apenas uma homenagem, mas é também uma afirmação de que o que foi construído com a dedicação da família Feldmann se transformou num legado: o nosso mercado cervejeiro que já conquistou muito e ainda tem tanto a conquistar.”


Além das conversas com a família, o time de cervejeiros liderados por Marcos Guerra também foi atrás de referências históricas. Descobriu, por exemplo, que na época os sabores levemente defumados da Bock eram resultado da malteação feita à lenha.


O transporte desta história para o cenário contemporâneo aconteceu através de produtores locais: os maltes utilizados são da Maltaria Blumenau e os lúpulos colhidos na região, da Lúpulos Vale Europeu.


“Estamos muito orgulhosos em apresentar uma cerveja que alia técnica, história e terroir”, diz Guerra.


Avermelhada e com espuma creme clara e persistente, a Bock Feldmann tem aroma com suaves notas de pão tostado, nozes e frutas secas. O equilíbrio é o destaque do sabor maltado, com defumado sutil.


O teor alcoólico é de 5,7% e o índice de amargor é de 10 IBUs (índice que vai de 0 a 120). A temperatura indicada para serviço é de 8° a 12°C.


Fonte: Revista Beer Art

6 visualizações0 comentário